Reflictam antes de decidir

Num momento em que o mundo continua preocupado com a pandemia e as imensas mutações que já se seguiram desde Wuhan – e em que, consequentemente , novos sinais e sintomas vão surgindo – preocupo-me, como cidadão, com a decisão de comemorarem o 25 de Abril e o 1.o de Maio em Portugal.

Jorge Sales Marques/Pediatra

Vou explicar a minha apreensão, baseando-a em factos e na experiência de Macau. Com 10 casos na comunidade,  e após 40 dias sem novos casos , Macau registou com o regresso dos estudantes vindos da Europa e dos Estados Unidos da América, mais 35 casos, todos importados. Desde há 10 dias que o território regista qualquer novo caso de infecção.

Nenhuma morte foi registada desde o início do surto epidémico. Para conseguirmos atingir estes resultados, as medidas por mim enunciadas anteriormente continuam a ser cumpridas, com uma única excepção: a actividade laboral foi reatada, ainda que com restrições. Numa situação de pandemia e dadas as características do Covid 19, qualquer atitude heróica, por mais importante e simbólica que seja, é um passo atrás. E o vírus agradece.

 Se neste momento, a população portuguesa, mesmo com as dificuldades e sacrifícios que são de todos conhecidos, está a fazer um esforço enorme para cumprir dentro das suas possibilidades as recomendações da Direcção Geral de Saúde e do Governo, não podem, nem devem ser tomadas decisões contrárias aquelas que são recomendadas e exigidas. O exemplo deve vir sempre de quem manda, seja numa empresa, num hospital ou no seio de um Governo.  Não podemos exigir aos outros o que não exigimos a nós mesmos.

Todos nós sabemos da importância do 25 de Abril e do 1.º de Maio. Ninguém esquece datas marcantes, mas podemos sempre comemorar dentro de nós, simbolicamente. E não vamos ser menos livres por falta de uma cerimónia oficial nem vamos esquecer a importância que tiveram os capitães de Abril nas nossas vidas. O meu receio e a minha preocupação maior é a revolta interior que as pessoas que ficaram em casa – e bem, cumprindo as recomendações que lhes foram dadas – irão sentir na sequência destas decisões. Pior do que comemorar datas importantes, é a população sentir-se revoltada e começar a facilitar em relação ao distanciamento social, à utilização de máscaras ou à lavagem frequente e correcta das mãos. Pode ser um retrocesso em todo o processo. E o Covid 19 agradece.

É isto que o vírus quer . Incumprimento da população. Se vamos dizer as pessoas para ficarem em casa, se nem aos funerais dos seus entes queridos podem assistir de forma a evitar o contacto social, não é prudente nem politicamente sensato avançar para esta decisão. Um mau exemplo é sempre um péssimo sinal que transmite aos outros: “Se até podem juntar dezenas de pessoas para assistir a uma cerimónia” , porque razão não posso ir eu ao café, ao cinema, ao centro comercial?”

Estando eu doutro lado da pandemia, ao receber estas indicações, iria pensar assim. “ Temos tudo controlado.“ Nenhuma pessoa com mínimo senso comum, irá criticar quem quer que seja, o não comemorar o 25 de Abril ou 1 de Maio. Porque, meus senhores, AINDA ESTAMOS EM PLENA PANDEMIA. Os chineses não comemoraram o Ano Novo Chinês. Não é a mesma coisa, sem dúvida. Mas também era importante para cada um deles. Outros países também não comemoram datas importantes. Não sejamos diferentes , apenas pelo prazer de ser diferentes. Copiar modelos não é uma vergonha. Em tempo de pandemia , os modelos que deram resultados devem ser seguidos, não se deve inventar novos modelos. Enquanto inventamos as pessoas vão morrendo. E ninguém deve morrer em vão, independentemente da idade: nascemos todos iguais e temos os mesmos direitos de viver com as mesmas regalias, com a mesma solidariedade até ao fim. Os velhos não são trapos. Foram eles que criaram e ensinaram os mais novos e graças a eles o mundo existe. Temos de os respeitar, SEMPRE. Ao facilitarmos, são eles que pagarão a factura. Reflictam antes de decidir e acima de tudo voltem atrás porque vai valer a pena.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.