Reino Unido. Boris Johnson recebeu alta e saiu do hospital

LONDON, ENGLAND - MARCH 20: British Prime Minister Boris Johnson speaks during a daily press conference at 10 Downing Street on March 20, 2020 in London, England. During the press conference, British Prime Minister Boris Johnson told pubs, cafes, bars, restaurants and gyms to close, whilst Chancellor Rishi Sunak announced that the government will pay up to 80% of the wages of those unable to work due to the coronavirus (COVID-19) crisis. (Photo by Julian Simmonds - WPA Pool/Getty Images)

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, recebeu este domingo alta do hospital onde estava internado há uma semana devido a um agravamento do estado de saúde após contágio com covid-19, mas não vai regressar já ao trabalho, informou um porta-voz. 

“O primeiro-ministro recebeu alta do hospital para continuar a sua recuperação”, que será feita em Chequers Court, a residência de campo, a 70 quilómetros de Londres.

Boris Johnson estava no hospital de St. Thomas, em Londres, onde foi internado a 5 de Abril “por precaução” para fazer testes devido a sintomas persistentes da doença. 

Johnson saiu na quinta-feira dos cuidados intensivos, onde passou três noites, devido à persistência dos sintomas da doença, com a qual foi diagnosticado a 26 de Março, e estava actualmente numa enfermaria normal: “A conselho da sua equipa médica, o primeiro-ministro não vai regressar imediatamente ao trabalho”, disse a mesma fonte, acrescentando que Boris Johnson agradece “a todos em St Thomas ‘pelo excelente tratamento que recebeu”.

 No Reino Unido, há 9.875 mortos devido à covid-19 e 78.991 casos confirmados. O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 109 mil mortos e infectou quase 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Dos casos de infecção, quase 360 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.