Itália ultrapassa a barreira dos dez mil mortos. Contágios em desaceleração

O número de mortes em Itália devido ao novo coronavírus ultrapassou a barreira dos 10 mil mortos, com o registo de 889 óbitos nas últimas 24 horas, anunciou no sábado a Proteção Civil italiana. No total, o país, um dos mais afectados a nível mundial pela pandemia da covid-19, contabiliza 10.023 mortes desde o início da crise.

O número total de casos de infecção positivos, desde o início do surto no país (em 20 de Fevereiro), é de 92.472. A Protecção Civil italiana indicou, no entanto, que a tendência de desaceleração, ainda que lenta, no número de novos contágios se mantém: +8,3 por cento na quinta-feira, +7,4 por cento na sexta-feira e +6,9 por cento no dia de hoje.

Apesar do elevado número de mortes – o segundo balanço diário mais alto desde o início da crise -, o chefe da Proteção Civil italiana, Angelo Borrelli, destacou, na conferência de imprensa diária em Roma, que nas últimas 24 horas foram declaradas como curadas mais 1.434 pessoas, o número mais alto até agora de pessoas recuperadas naquele país.

Quando questionado sobre o número alarmante de óbitos registado até à data no país, Borrelli declarou apenas: “Se medidas drásticas de contenção não tivessem sido adoptadas, teríamos outros números e os serviços de saúde, que já estão em estado crítico, estariam num estado dramático, numa situação insustentável”.

A região da Lombardia, no norte de Itália, mantém-se como a mais afectada, tendo contabilizado, nas últimas 24 horas, 542 mortes, elevando para quase 6.000 óbitos desde o início da pandemia da doença covid-19. Também nesta região, as autoridades italianas estão a verificar um abrandamento, apesar de lento, nos contágios.

Na contagem de hoje, os novos contágios na Lombardia foram 2.117, contra os 2.409 divulgados na sexta-feira.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 600.000 pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 28.000.

Dos casos de infecção, pelo menos 129.100 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

A Europa é a zona do mundo mais afectada pela pandemia da covid-19, tendo já ultrapassado a barreira das 20 mil mortes, em mais de 337 mil casos de infecção pelo novo coronavírus.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.