Coronavírus. Brunei anuncia a primeira morte

O Brunei registou a primeira morte por Covid-19, um homem de 64 anos, que tinha começado a mostrar sintomas pouco depois de regressar de uma viagem no início do mês, anunciaram este sábado as autoridades do sultanato. 

Segundo o Ministério da Saúde do Brunei, o homem começou a mostrar sintomas quatro dias depois de ter voltado de uma viagem a Kuala Lumpur e ao Camboja, no dia 4 de Março, e foi hospitalizado no dia 12 de Março, tendo morrido na sexta-feira à noite.

O Brunei, estado soberano da ilha de Bornéu, relatou 115 casos de infecção pelo novo coronavírus, responsável pela pandemia Covid-19, desde que dezenas dos seus cidadãos regressaram de um encontro religioso em massa na Malásia. Deste encontro resultaram centenas de doentes na região.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou cerca de 572 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 26.500.

Dos casos de infecção, pelo menos 124.400 são considerados curados.

Depois de surgir na República Popular da China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 318 mil infectados e mais de 18 mil mortos, é aquele onde está a surgir actualmente o maior número de casos.

O número de casos diagnosticados na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, desde o início da pandemia, é de 81.394, incluindo 74.971 que tiveram alta e 3.295 mortos.

Os países mais afectados a seguir a Itália, Espanha e China são o Irão, com 2.378 mortes reportadas (32.332 casos), a França, com 1.995 mortes (32.964 casos), e os Estados Unidos da América, com 1.438 mortes.

O número de mortes causadas pela covid-19 em África subiu para 94 com os casos acumulados a ultrapassarem os 3.400 em 46 países, segundo a mais recente actualização das estatísticas sobre a pandemia

Vários países adoptaram medidas excepcionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.