Macau. Serviços de saúde anunciam dois novos casos e elevam total para 33

As autoridades locais anunciaram esta quinta-feira mais dois casos de contágio da covid-19, elevando o número de infectados para 33 desde o início do surto do novo coronavírus. Os dois casos são relativos a um homem de 31 anos e uma mulher de 37 anos, trabalhadores não residentes de nacionalidade filipina, informou em comunicado o Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus.

No dia 17 de Março, “os dois apanharam o voo CX930 (Assento 49D e 49E) da Cathay Pacific Airways com a partida das Filipinas (Manila)” para Hong Kong, lê-se no comunicado.

Os dois foram, de seguida, transportados da antiga colónia britânica para Macau através do serviço de transporte institucionalizado pelas autoridades do território: “De acordo com as medidas em vigor naquele momento, foram encaminhados para isolamento domiciliário por um período de 14 dias pelos inspectores dos Serviços de Saúde no posto fronteiriço”, apontaram as autoridades, acrescentado que nenhum dos dois apresentava quaisquer sintomas.

“Durante o isolamento domiciliário, estes doentes não trabalharam nem saíram usando um quarto independente para isolamento, não tiveram contacto com outras pessoas”, informou o Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus. Esta quinta-feira, os testes aos dois filipinos deram positivo para a pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus.

Após Macau ter estado 40 dias sem identificar qualquer infecção, nos últimos 11 dias foram identificados 23 novos casos, todos importados.

Em Fevereiro, Macau registou uma primeira vaga de 10 casos da covid-19, já todos com alta hospitalar. Após a deteção de novos casos, as autoridades reforçaram as medidas de controlo e restrições fronteiriças, assim como a obrigatoriedade de quarentena de 14 dias imposta a praticamente todos aqueles que entrem no território.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais 480 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 22.000.

Depois de surgir na República Popular da China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com quase 260.000 infectados, é aquele onde está a surgir actualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 7.503 mortos em 74.386 casos registados até quarta-feira.

Em Portugal, registaram-se 60 mortes, mais 17 do que na véspera (+39,5 por cento) e 3.544 infecções confirmadas, segundo o balanço feito pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira (+18,3 por cento).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 2 de Março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de Março e até às 23:59 de 2 de Abril.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.