Jogos Olímpicos adiados pela primeira vez

Os Jogos Olímpicos foram esta terça-feira adiados pela primeira vez na história da principal competição desportiva do mundo, devido ao surto do novo coronavírus, depois de três cancelamentos provocados pelas duas Grandes Guerras Mundiais, em 1916, 1940 e 1944.

As competições da 32.ª Olimpíada estavam marcadas para Tóquio, entre 24 de julho e 9 de Agosto, e a decisão ddo governo japonês e do Comité Olímpico Internacional (COI) afecta a realização de Jogos na capital japonesa, pela segunda vez, tal como ocorreu em 1940, devido à Segunda Guerra Mundial.

Para 2020, o Governo japonês pretendia mostrar a “reconstrução”, nove anos após um terramoto, um tsunami e o desastre na central nuclear de Fukushima, à semelhança dos intentos para a edição de 1940, quando o objetivo passava por demonstrar um país refeito de uma catástrofe, no caso o sismo na região de Canto, em 1923.

Nesses Jogos, a candidatura japonesa tinha outro objetivo: tornavam-se um meio diplomático para melhorar a imagem no Ocidente, após a invasão da região chinesa da Manchúria, em 1931, e da saída da Liga das Nações, em 1933, após esta ter recusado legitimar a ocupação dessa parte da China.

Os Jogos Olímpicos foram iniciados em 1896, em Atenas, e realizaram-se de quatro em quatro anos e, desde então, as excepções ocorreram em Berlim (1916), Tóquio (1940), quando ainda chegaram a ser transferidos para Helsínquia, antes de serem cancelados, e em Londres (1944).

A capital britânica foi anfitriã da edição de 1948, a finlandesa da seguinte, em 1952, e a japonesa em 1964.

Estão também definidas as sedes dos Jogos das 33.ª e 34.ª Olimpíadas, casos de Paris e Los Angeles, em 2024 e 2028, respetivamente.

A realização da última edição dos Jogos no Rio de Janeiro, em 2016, também chegou a ser colocada em causa, então devido à epidemia do vírus Zika, no Brasil, depois de a realização de Londres, em 2012, ter sido colocada em cheque pela ameaça terrorista.

A pandemia do novo coronavírus provocou algo que não foi feito com as revoltas militares no México1968, com o atentado terrorista de Munique1972, nem os boicotes das grandes potências em Moscovo1980 e Los Angeles1984.

Mais tarde, em Atlanta1996, um segurança evitou que, em 27 de Julho, uma mochila com uma bomba detonasse o Parque Olímpico Centennial, ao retirá-la do local minutos antes da explosão que, ainda assim, matou duas pessoas e feriu outras 11, num incidente que ensombrou o resto da competição.

Para os Jogos de Inverno de Vancouver2010, também uma pandemia ameaçou a realização da prova quadrienal, no caso o H1N1, conhecido como ‘gripe A’, que também surgiu no panorama mundial a seis meses da prova.

Então, a Organização Mundial de Saúde (OMS) decretou o fim da pandemia em Agosto de 2010, com a prova a realizar-se como planeado, sete anos depois de outra doença surgir na República Popular da  China e ter chegado a ameaçar os Jogos de Atenas2004.

Trata-se do SARS, síndrome respiratória aguda grave, causada pelo primeiro coronavírus, precursor do novo, e que até 2004 causou mais de 700 mortes em vários países, a maioria na China e em Hong Kong.

Em 1916, o Estádio Olímpico de Berlim estava a ser utilizado desde 1915 como hospital de campanha, seguindo as prioridades alemãs, que, então, o Comité Olímpico Internacional acatou.

Os seguintes Jogos cancelados foram de 1940, na capital japonesa, cujo país renunciaria a organizar também os Jogos de Inverno, em Sapporo. Esta decisão dos nipónicos ocorreu dois anos antes, em plena guerra sino-japonesa, um conflito que antecedeu a Segunda Guerra Mundial.

O COI atribuiu a organização das competições de Verão a Helsínquia, que tinha perdido para Tóquio, e os de Inverno a St. Moriz, primeiro, e, depois, devido a um conflito com a Suíça, a Garmisch, na Alemanha.

Acabaram por ser cancelados em Novembro de 1939, dois meses depois da invasão nazi à Polónia, e, em Maio de 1940, os que se realizariam na Finlândia, devido aos ataques da União Soviética.

Apesar da guerra, o COI manteve as actividades e, em 1939, atribuiu a Londres os Jogos de Verão e a Cortina, na Itália, os de Inverno. Esta intenção soçobrou em 1942, quando foram definitivamente cancelados.

Depois da Segunda Guerra, St. Moritz, na Suíça, e Londres retomaram a organização das competições, que nunca mais foram cancelados, até agora.

Os Jogos Olímpicos Tóquio2020 foram adiados para “uma data posterior a 2020 e nunca depois do verão de 2021”, devido à pandemia da covid-19, que levou ao cancelamento generalizado de todas as provas desportivas, muitas delas essenciais para apurar 43 por cento das vagas para o evento, que devia decorrer entre 24 de Julho a 9 de Agosto.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.