Macau. Governo distribuiu 30 milhões de máscaras em dois meses

Mais de 30 milhões de máscaras foram vendidas em Macau em pouco menos de dois meses, informaram este domingo as autoridades do território em conferência de imprensa. Desde o final de Janeiro que o Governo de Macau garantiu a venda racionada de dez máscaras a cada dez dias, que podem ser adquiridas em farmácias convencionadas.

A 22 de Janeiro, as autoridades de Macau anunciaram ter assegurado uma encomenda de 20 milhões de máscaras, preparando-se agora para avançar, a partir de segunda-feira, para uma nova fase de venda racionada deste material de prevenção.

Em comunicado divulgado este domingo, o Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus anunciou o início, a partir de segunda‑feira, do “7.º plano de fornecimento de máscaras aos residentes de Macau”.

Na mesma nota , sublinhou que “os residentes devem agendar o momento de compra (…) de acordo com suas necessidades e de acordo com o número de máscaras que ainda possuam”.

Durante a conferência de imprensa, as autoridades não adiantaram qual o número de máscaras que o território possui ainda de reserva.

Contudo, na nota prévia, salientaram que “o Governo assegura que o número de máscaras disponíveis servem todas as necessidades da população”.

Macau registou uma primeira vaga de dez casos de infecção por covid-19 em Fevereiro, que já tiveram alta hospitalar.

Após 40 dias sem novos casos, desde segunda-feira foram identificadas nove pessoas infectadas, o que levou as autoridades a reforçarem medidas de controlo e restrições fronteiriças.

Macau impôs quarentena obrigatória a todos os que chegam ao território e proibiu a entrada de trabalhadores não residentes. Em ambos os casos, apenas exclui destas medidas as pessoas oriundas de Taiwan, Hong Kong e da China continental.

Mais de 300.000 casos de infecção pelo novo coronavírus foram registados desde o início da pandemia, segundo uma actualização da contagem realizada pela agência de notícias France-Presse, divulgada este domingo, a partir de fontes oficiais.

De acordo com a contagem da agência noticiosa, até às 17:00 de hoje, existiam pelo menos 300.097 pessoas infectadas, das quais 12.895 morreram, em 169 países e territórios.

Na China, onde surgiu a pandemia, foram registados 81.054 casos de infectados, dos quais 3.261 morreram. Em Itália, o país que é actualmente o mais atacado pela covid-19, foram verificados 53.578 casos de pessoas infectadas, registando 4.825 mortos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.