Morreu Hosni Mubarak, antigo “homem forte” do Egipto

Hosni Mubarak, militar que governou o Egipto durante quase três décadas e que foi afastado do poder por uma revolta popular em 2011, morreu esta terça-feira numa unidade hospitalar do Cairo. O antigo governante tinha 91 anos.

A televisão estatal egípcia noticiou esta terça-feira que Mubarak morreu depois de ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica.

O antigo homem forte do Cairo serviu como quarto presidente do Egipto, tendo subido ao poder em 1981 e liderado o país até ter sido deposto no âmbito do que ficou conhecido como a revolução da Primavera Árabe. Mubarak permaneceu detido durante vários anos após o levantamento popular, mas foi libertado em 2017 depois de ter sido absolvido da maior parte das acusações

O antigo governante nasceu numa localidade rural no delta do Nilo em 1928 e deixou para trás um legado político complicado. Os trinta anos em que esteve á frente dos destinos do Egipto foram parcialmente caracterizados por corrupção, brutalidade policial, repressão política e graves problemas económicos.

Hosni Mubarak ingressou na Força Aérea egípcia em 1949, tendo-se formado como piloto no ano seguinte. O jovem piloto subiu na hierarquia até se tornar o comandante-chefe da força aérea em 1972.

Mubarak acabaria por se tornar um herói nacional no ano seguinte, depois de vários ataques bem sucedidos da aviação egípcia na península do Sinai durante a Guerra do Yom Kipur. Sob a sua liderança, o Egipto assumiu o estatuto de importante aliado dos Estados Unidos da América na região, tendo recebido 1,3 mil milhões de dólares por ano em ajuda militar americana até 2011

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.