Vietname recusa desembarque a navio de cruzeiro alemão

As autoridades vietnamitas negaram permissão de desembarque a um cruzeiro alemão com mais de mil passageiros a bordo como medida de precaução contra o coronavírus Covid-19, informou na sexta-feira a comunicação social vietnamita.

“As autoridades da província de Quang Ninh têm boas razões para ter tomado essa decisão, uma vez que é necessário impor medidas drásticas de prevenção contra o Covid-19, para impedir que a doença se espalhe”, avançou a agência de notícias oficial Vietnam News Agency (VNA), sem informar se havia algum tripulante ou passageiro infectado a bordo do navio.

O iate “AIDIvita” – da empresa alemã AIDA Cruises – tinha feito escala nas Filipinas, Malásia e Singapura, tendo mesmo desembarcado, na quinta-feira, na baía de Ha Long, um destino turístico do norte do Vietname muito procurado.

Actualmente a embarcação navega no Golfo da Tailândia.

Um outro cruzeiro, o “Westerdam”, da companhia de navegação Holland America Line, desembarcou na sexta-feira no porto cambojano de Sihanoukville, depois de Taiwan, Filipinas, Guam e Tailândia lhe terem negado desembarque por medo de contágio do coronavírus, embora nenhum caso de Covid-19 tenha sido detectado a bordo.

O medo de receber cruzeiros na Ásia foi causado pelo caso do “Diamond Princess”, um navio com cerca de 3.700 pessoas, entre passageiros e tripulação, no qual foram detectados pelo menos 200 casos de Covid-19. A embaracação está em quarentena no porto japonês de Yokohama desde o dia 3 de Fevereiro.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.