Tailândia. Tiroteio em Nakhon Ratchasima fez pelo menos 21 mortos

Um atirador, identificado como um soldado tailandês, matou no sábado a tiro pelo menos 21 pessoas e feriu outras 31 num ataque que se prolongou pela madrugada na cidade de Nakhon Ratchasima, no nordeste do país,  de acordo com o mais recente balanço do Ministério da Defesa.

Um anterior balanço do tiroteio, ocorrido inicialmente numa base militar e depois num centro comercial da cidade, popularmente conhecida como Korat, dava conta de 12 vítimas mortais.

O suspeito, identificado como Jakrapanth Thomma, barricou-se no quarto andar de um dos maiores centros comerciais da cidade – o Terminal 21 – onde manteve mais de uma dezena de pessoas como reféns, de acordo com a comunicação social tailandesa.

Um número indeterminado de pessoas ficou retida dentro do centro comercial, que estava cheio de visitantes quando o atirador lá entrou

Equipas do exército cercaram o centro comercial e estabeleceram um perímetro de segurança de dois quilómetros. As autoridades cortaram as estradas de acesso ao recinto comercial.

Ao início da noite de sábado, as autoridades tailandesas chegaram a dar o perímetro por seguro a situação por controlada, mas o suspeito não baixou a guarda, tendo morto um agente das forças de segurança numa troca de tiros às primeiras horas da madrugada.

Por volta das 02:45 de domingo, ouviu-se um intenso tiroteio dentro do centro comercial. Várias ambulâncias aproximaram-se também do edifício.

O suspeito foi identificado como Jakrapanth Thomma. De acordo com a agência noticiosa norte-americana Associated Press, um polícia da cidade contactado telefonicamente disse que o soldado matou inicialmente outro soldado e uma mulher e feriu uma terceira pessoa, aparentemente devido a uma disputa de terras.

Outros agentes das forças de segurança, que não quiseram ser identificados, adiantaram que o suspeito se apropriou de uma arma semi-automática no quartel onde cumpria serviço militar e conduziu em direção ao centro comercial, disparando pelo caminho, referiu a AP.

Vários meios de comunicação social tailandeses indicaram que o atirador também teria furtado um veículo militar.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.