Tailândia. Pelo menos 26 mortos e 57 feridos na chacina de Korat

Pelo menos 26 pessoas morreram e 57 ficaram feridas no tiroteio perpetrado por um soldado no nordeste da Tailândia, anunciou este domingo o primeiro-ministro tailandês. O atirador foi abatido a tiro pela polícia, confirmou o Executivo tailandês.

Prayut Chan-O-Cha afirmou tratar-se de um tiroteio “sem precedentes” no país.

“Não há precedentes na Tailândia e quero que esta isto nunca mais aconteça”, declarou, em conferência de imprensa, num hospital de Nakhon Ratchasima, para onde foram levadas as vítimas do ataque. Dos 57 feridos, 25 já tiveram alta, indicou.

O chefe do Governo tailândês acrescentou que o motivo do atacante era pessoal e relacionado com um conflito devido à “venda de uma casa”.

De acordo com o canal de televisão Thai Rath, que citou fontes policiais, a polícia tailandesa abateu a tiro o soldado, de 32 anos, identificado como Jakrapanth Thomma, que esteve entrincheirado durante 16 horas no centro comercial Terminal 21 Korat, em Nakhon Ratchasima.

Segundo a agência noticiosa norte-americana Associated Press, no sábado e antes de se dirigir para o centro comercial, o soldado matou um outro soldado e uma mulher e feriu uma terceira pessoa, aparentemente devido a uma disputa de terras.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.