Receitas de jogo caem dez por cento. Casinos podem fechar

O Governo anunciou esta sexta-feira que os casinos registaram perdas da ordem dos 10 por cento nas receitas brutas do jogo nos primeiros 30 dias do ano, uma forte queda devido ao novo coronavírus. As salas de jogo do território podem mesmo vir a fechar portas temporariamente.

“De 1 a 30 de Janeiro registou 21,37 mil milhões de patacas” (2,42 mil mlhões de euros) em receitas brutas do jogo, disse o secretário para a Economia e Finanças, Lei Wai Nong, em conferência de imprensa.

Em Janeiro de 2019, os casinos de Macau fecharam o mês de Janeiro com receitas de 24,94 mil milhões de patacas (2.688 milhões de euros), já verificando uma diminuição de cinco por cento em relação ao mesmo mês de 2018.

A secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, Elsie Ao Ieong U, na mesma em conferência de imprensa, não excluiu a hipótese de os casinos encerrarem provisoriamente caso se verifique casos de contágio do novo coronavírus dentro dos complexos de jogo.

O primeiro caso do novo coronavírus em Macau foi anunciado em 22 de Janeiro, dias antes da semana de celebrações do Ano Novo Lunar, altura em que os casinos normalmente registam enchentes e avultados ganhos provenientes das apostas dos milhares de turistas da China continental.

O secretário para a Economia e Finanças disse ainda se o Governo conseguir conter o surto “Macau poderá recuperar rapidamente”.

O número de visitantes em Macau durante a chamada “semana dourada” do Ano Novo Lunar, desde 24 de Janeiro, desceu 78 por cento comparativamente a igual período de 2019, de acordo com a Direcção dos Serviços de Turismo.

O número de visitantes oriundos da China (149.244) caiu 83 por cento em relação à “semana dourada” de 2019, de acordo com os mesmos dados.

A China suspendeu, esta semana, a emissão de vistos individuais para fora do país.

A agência de notação financeira Fitch Ratings avisou na quinta-feira que se o surto do coronavírus continuar a alastrar pode ter impacto significativo no fluxo de caixa dos casinos de Macau e ‘incentivar’ canais ilegais do jogo.

Macau, que registou na semana passada o primeiro caso de infecção do novo coronavírus, tem até ao momento sete pessoas infectadas no território, todos importados.

A República Popular da China elevou para 213 mortos e quase 10 mil infectados o balanço de vítimas do novo coronavírus detectado no final do ano em Wuhan, capital da província de Hubei.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.