Coronavírus. Homem suspeito de estar infectado foge do São Januário

As autoridades do território anunciaram esta sexta-feira que um homem, oriundo da República Popular da China, fugiu do Centro Hospitalar Conde de São Januário, onde estava a ser submetido a análises de despiste do novo coronavírus chinês.

“Na quinta-feira, 30 de Janeiro, um indivíduo proveniente do interior da China, considerado caso suspeito, escapou à vigilância a que estava submetido no Centro Hospitalar Conde de São Januário”, divulgaram as autoridades em comunicado. “Este individuo que estava sob vigilância policial fugiu durante a consulta médica e está agora a ser perseguido pela polícia”, lê-se no mesmo comunicado, no qual se acrescenta que “os resultados das análises efectuadas para novo tipo de coronavírus foram negativos”.

De acordo com a mesma nota, o homem, de 44 anos, entrou em Macau clandestinamente. O suspeito disse que tinha estado em Wuhan, cidade epicentro do surto do novo coronavírus, entre 20 e 24 de Janeiro, sublinha-se no comunicado.

O individuo da China continental “apresentava sintomas de febre, corrimento nasal, dores de garganta e tosse, tendo sido transportado pelas forças de autoridade ao Serviço de Urgência Especial do Centro Hospitalar Conde de São Januário para exames para o novo tipo de coronavírus”, apontaram as autoridades.

Macau, que registou na semana passada o primeiro caso de infecção do novo coronavírus, tem até ao momento sete pessoas infectadas no território, todos casos de contágio importados.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.