Tóquio2020. Um é pouco, dois é bom, três já é demais

As camas recicláveis de papelão que os atletas vão ter à sua espera nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 resistirão “sem problemas ” às actividades sexuais na Cidade Olímpica. A garantia foi dada pelo fabricante, que deixa ainda o aviso que um é pouco, dois é bom e três já é demais.

Fabricadas pelo grupo Airweave para uma edição dos jogos olímpicos que aposta forte na redução do seu impacto ecológico, as camas chamaram a atenção do jogador australiano de basquetebol Andrew Bogut.

“Muito boa iniciativa até que os atletas terminem de competir e os milhares de preservativos distribuídos na Vila Olímpica comecem a ser usados”, twitou.

Questionada pela Agência France Press, a empresa garante que as camas foram concebidas para suportar uma carga máxima de até 200 quilos.

“Fizemos testes, como lançar pesos nas camas. (…) Desde que tenham apenas duas pessoas na cama, devem ser sólidas o suficiente para suportar a carga”, afirma um porta-voz da Airweave.

A Cidade Olímpica é, tradicionalmente, um lugar de encontros. Nos últimos Jogos de Inverno de Pyeongchang, o aplicativo Tinder registou um aumento de utilizadores de até 350 por cento e, nos de Verão do Rio-2016, os organizadores distribuíram 450.000 preservativos, ou seja 42 por atleta.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.