Hong Kong. NBA assume defesa da liberdade de expressão

A Liga Norte-Americana da Basquetebol (NBA) garantiu esta terça-feira, em comunicado, que não irá impor limites à liberdade de expressão de jogadores, funcionários e proprietários de clubes no que respeita aos protestos em Hong Kong.

O comunicado da NBA surge poucos dias depois do director-geral dos Houston Rockets, Daryl Morey, ter escrito no Twitter “Luta pela liberdade. Força Hong Kong”, ecoando uma máxima das manifestações anti-governamentais que se prolongam há quatro meses na vizinha Região Administrativa Especial.

Na terça-feira, a televisão estatal chinesa anunciou a suspensão a difusão de jogos da NBA e criticou o apoio dado por Adam Silver, comissário da liga norte-americana, às palavras de Morey

Em comunicado, a CCTV disse que se “opõe fortemente” ao apoio demonstrado pelo comissário da NBA Adam Silver à “liberdade de expressão política” e acrescenta: “Qualquer comentário que aborde a soberania e a estabilidade social de uma nação estão fora do desígnio da liberdade de expressão”, considerou a emissora.

Em Hong Kong, os protestos começaram em Junho por causa de uma proposta de emendas a uma lei que permitiria extraditar suspeitos de crimes para território e países sem acordos prévios, como a República Popular da China, mas cedo se transformaram num movimento anti-governamental e pró-democracia.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.