Criadores de “South Park” respondem com ironia à indignação chinesa

Os criadores da série de animação satírica “South Park” emitiram um “pedido de desculpas” carregado de ironia à República Popular da China, depois de ter sido noticiado que os mais recentes episódios da série deixaram de estar disponíveis nas plataformas chinesas.

Lançado em 2 de Outubro, o episódio “Banda na China” criticou a repressão chinesas à liberdade de expressão, além dos esforços de Hollywood no sentido de moldar os conteúdos dos filmes e das produções televisivas com o propósito de evitar incomodar os censores do vasto mercado chinês.

“Como a NBA, damos as boas-vindas aos censores chineses nas nossas casas e nos nossos corações. Nós também amamos o dinheiro mais do que a liberdade”, escreveram Trey Parker e Matt Stone, os criadores da irreverente série do Comedy Central, num pedido de desculpas publicado no Twitter intitulada “Pedido de desculpas Oficial à China”. “Vida longa ao grande Partido Comunista da China! Que a colheita de sorgo deste Outono seja abundante! Estamos bem agora, China?”, acrescentaram Parker e Stone.

Uma pesquisa da Reuters na internet mostrou que o iQiyi e o Youku Tudou, duas plataformas de streaming de vídeo chineses, listam episódios de “South Park” entre os disponíveis, mas os programas não respondiam quando seleccionados.

A pesquisa pelo nome do programa no Baidu Tieba, um fórum online popular, e no Douban, site popular de avaliação de filmes, não produziram nenhum resultado.

Os porta-vozes de Youku Tudou, iQiyi e Baidu não responderam de imediato aos pedidos de esclarecimento da agência Reuters.

A Agência de Ciberespaço da China, responsável pela gestão da Internet no Continente, também não respondeu às questões colocadas pela agência.

O comunicado de “South Park” veio na esteira de uma polémica na República Popular da China e nos Estados Unidos da América devido a um tweet de um dirigente dos Houston Rockets em apoio aos protestos pró-democracia em Hong Kong.

A liga norte-americana de basquetebol NBA tem muitos seguidores na República Popular da China, país que é cada vez mais influente em termos de captação de recursos.

A longeva série “South Park” é um dos maiores e mais controversos sucessos do Comedy Central e gira em torno das desventuras de quatro alunos desbocados do ensino primário.

No episódio que está no cerne da disputa mais recente, o personagem Randy Marsh é preso depois de tentar contrabandear marijuana para a China.

Na prisão, ele conhece dois prisioneiros chineses chamados Winnie the Pooh e Little Piglet, que são submetidos a trabalhos forçados e doutrinação.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.