Vestígios de cidade com cinco mil anos revelados em Israel

A Autoridade para as Antiguidades de Israel (AIA) apresentou no domingo, no centro do país, os restos de uma cidade que floresceu há cinco mil anos. A urbe das maiores e mais antigas do Médio Oriente naquela época.

“Deparámo-nos com uma construção urbana enorme, planeada, com ruas que separam áreas residenciais e espaços públicos”, disse à agência France Press Yitzhak Paz, um dos arqueólogos responsáveis pelas escavações. Dada a dimensão da jazida arqueológica, trata-se de uma grande descoberta no Médio Oriente. A cidade data da Idade do Bronze, assinalou Paz.

“En Esur (perto da cidade de Hadera), é o maior e mais importante sítio (da Idade do Bronze) descoberto em Israel. Tem um tamanho de 0,65 km², ou seja, o dobro do que conhecíamos até agora”, explicou o arqueólogo Itai Elad.

Entre 5 mil e 6 mil pessoas “viviam aqui da agricultura e do comércio”, de acordo com estimativas de Yitzhak Paz. O arqueólogo diz que o local foi abandonado no terceiro milénio antes de Cristo, por razões desconhecidas.

As escavações, realizadas há mais de dois anos e meio, também permitiram revelar outra localidade, de menor dimensão, datada de há 7 mil anos atrás, um cemitério e um templo dedicado a rituais religiosos. Também foram descobertas fortificações de cerca de 20 metros de comprimento e dois de altura, explicou a arqueóloga Dina Shalem: “Trata-se dos primeiros passos do processo de urbanização daquela região”, conhecida à época como Canaã, segundo Yitzhak Paz.

Foram encontrados cerca de 4 milhões de fragmentos, disse Itai Elad, incluindo cerâmicas, ferramentas de sílex e vasos de pedra e basalto, parte dos quais procedentes do Egipto. Também foram descobertos outros vestígios arqueológicos, como figuras com rosto humano ou animal: “Encontramos restos de animais queimados num reservatório de pedra no interior do templo, uma prova da oferta de sacrifícios”, explicou Elad.

As escavações, realizadas no local com a ajuda de 5 mil jovens e voluntários, antecederam um projecto de construção de uma estrada dirigido pela empresa nacional de transportes Netivei Israel. Devido às descobertas, os planos foram modificados para preservar o local.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.