Chui Sai On assegura que não vai assumir “qualquer cargo” em fundo de investimento

O chefe do Governo de Macau garantiu esta semana que não vai assumir, no futuro, qualquer cargo na sociedade gestora do Fundo para o Desenvolvimento e Investimento, desmentindo uma informação divulgada na imprensa local.

“Eu não vou participar em qualquer cargo desta sociedade gestora”, assegurou Fernando Chui Sai On, numa conferência de imprensa que serviu para anunciar a retirada da proposta de lei sobre a alteração ao orçamento de 2019.

Na semana passada, um jornal local noticiou que o actual chefe do Executivo, que termina o mandato em Dezembro, iria assumir a presidência deste fundo, algo que Chui Sai On negou de forma veemente.

A proposta de lei ‘Alteração ao Orçamento de 2019’ previa um capital social de 60 mil milhões de patacas para a constituição da sociedade gestora do Fundo, através da mobilização de verbas da reserva financeira da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM).

No entanto, o Governo reconheceu no início da semana, a dois dias de a proposta ser votada na Assembleia Legislativa, a necessidade de realizar uma consulta pública.

No Governo desde a criação da Região Administrativa Especial, há 20 anos, o antigo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura aproveitou a ocasião para agradecer o apoio e a confiança do Governo central nas últimas duas décadas: “Desde 1999 fui titular de principais cargos (…) gostaria de agradecer ao Governo central a confiança e o apoio”, disse Chui Sai On.

Questionado sobre o futuro, Chui escusou-se a adiantar o que se segue à liderança do Executivo, mas garantiu que vai seguir as indicações de Pequim.

“Depois da cessação deste cargo, vou seguir a legislação”, afirmou, admitindo que “gostaria de descansar e acompanhar a família”.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.