Futebol. Southampton goleou Guangzhou R&F por 4-0

O Southampton conquistou esta terça-feira o Torneio Internacional de Macau por Convite, ao derrotar o Guangzhou R&F por 4-0 no Estádio Olímpico da Taipa. O internacional irlandês Shane Long esteve em evidência, ao marcar um golo de belo efeito.

A formação inglesa apresentou-se em campo sem algumas das suas principais referências e com uma mão cheia de jogadores jovens no onze escalonado por Ralph Hasenhuttl, mas as escolhas chegaram e bastaram para a goleada.

O Southampton dificilmente poderia ter entrado melhor no desafio. Aos 56 segundos, Che Adams, internacional Sub-20 inglês contratado ao Birmingham City inaugurou o marcador, na sequência de um remate de fora da área. O guarda-redes do Guangzhou ainda se fez ao lance, mas foi pior a emenda que o soneto e a bola acabou por adormecer no fundo das redes da formação chinesa.

O onze orientada por Hasenhuttl duplicou a vantagem pouco depois, graças a um esforço audacioso de Shane Long. O internacional irlandês aproveitou a posição adiantada do guarda-redes da formação adversária e rematou do meio da rua para o segundo tento da formação britânica

O dianteiro, de 32 anos, foi rasteirado no interior da área do Guangzhou e o árbitro apitou para a marca de grande penalidade. Chamado a cobrar o lance, Adams permitiu a defesa do guarda-redes da formação chinesa.

O lance não roubou ambição ao Southampton e aos 38 minutos Valery voltou a dar aos pupilos de Ralph Hasenhuttl uma razão para sorrir. O defesa francês, formado no Rennes, tirou dois adversários do caminho, antes de encaixar o esférico no canto da baliza do Guangzhou. 

O Southampton chegou ao intervalo a vencer por 3-0 e a vantagem revelou-se suficientemente confortável para Hasenhuttl arriscar uma revolução. O técnico austríaco tirou Yoshida, Sims, Valery, Long e Adams ao intervalo. Slattery e Smallbone, dois dois jovens chamados à titularidade, deram lugar a Alex Jankewitz e Caleb Watts à passagem da hora de jogo.

Vokins e Forster saíram a quinze minutos dos 90 e quando Klarer marcou o quarto e último golo do desafio, já em período de descontos, já não restava ninguém em campo do onze inicial.

Organizado pelo Instituto do Desporto e pela Associação de Futebol de Macau para assinalar o vigésimo aniversário do regresso de Macau à soberania chinesa, o Torneio Internacional de Macau atraiu ao Estádio Olímpico da Taipa cerca de meia casa. O deputado Sulu Sou e um grupo de adeptos tinham feito um apelo ao protesto contra a Associação de Futebol de Macau, exortando os adeptos a trajar de negro, mas a adesão à iniciativa não terá sido significativa. 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.