Número de casos de rubéola sobe para 24

A Direcção dos Serviços de Saúde registou pelo menos 24 casos de rubéola no território desde o início do ano, anunciou na quarta-feira o organismo liderado por Lei Chin Ion.

Os últimos casos foram diagnosticados em dois residentes de Macau, ambos trabalhadores de uma das concessionárias de jogo com interesses na RAEM. O estado de saúde dos dois pacientes é considerado estável, indicou o Executivo.

“Os Serviços de Saúde apelam a todos os profissionais de saúde, instituições de saúde, público e, em especial, grávidas não vacinadas com a vacina tríplice contra o sarampo, rubéola e parotidite (MMR) para tomarem as devidas precauções”, alertou o organismo.

No passado dia 11, as autoridades confirmaram a existência de um surto epidémico de “pequena escala” no território. Em 2018, ano em que a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o território livre do vírus, Macau registou apenas um caso: “Há a possibilidade de ocorrer um aumento contínuo de casos de rubéola nos próximos dias, mas não há risco de transmissão comunitária de grande escala”, afirmaram as autoridades, informando que 75 por cento dos residentes possuem imunidade contra a doença.

A rubéola é uma doença transmissível aguda do trato respiratório e transmite-se sobretudo pelo contacto com as secreções do nariz e da garganta dos doentes.

Em Novembro, a Organização Mundial de Saúde tinha anunciado que Macau, Austrália e Brunei passariam a integrar, com a Nova Zelândia e a Coreia do Sul, um grupo de cinco territórios – entre 37 países e regiões da região do Pacífico Ocidental – livres do vírus da rubéola.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.