Mikhail Gorbachev. Da tundra aos trópicos

Um dos candidatos nas eleições legislativas indonésias agendadas para o próximo dia 17 chama-se Mikhail Gorbachev, mas as semelhanças com o antigo líder da União Soviética responsável pelo “glasnost” e pela “perestroika” ficam-se pelo nome e pela incursão pela vida política.

Mikhail Gorbachev Dom, de seu nome completo, é um jovem indonésio de 32 anos que luta por um lugar de deputado no parlamento do mais vasto país do sudeste asiático. O escrutínio vai definir o nome do próximo Presidente , bem como representantes nos parlamentos nacional e regionais.

Especialista em ambiente, o Gorbachev indonésio nasceu em 1986, época em que o seu homónimo punha em prática a Perestroika, um movimento reformista de modernização da antiga União Soviética que levou à desintegração do bloco soviético: “Os meus pais estavam convencidos que iam ter uma filha, por isso entraram em pânico quando eu nasci porque não tinham escolhido nenhum nome para rapaz”, explicou o jovem, em Jacarta.

Durante uma semana, o recém-nascido ficou sem nome até que, entretanto, os seus pais se sentiram inspirados pelo nome Gorbachev, que viram num jornal.

“O meu pai achou que era um nome ‘cool’ e como era de um líder poderoso da União Soviética, decidiram dar-me esse nome”, contou.

Mikhail Gorbachev reconhece que, na sua adolescência, o seu nome invulgar lhe criou alguns problemas e admitiu que prefere ser chamado por “Gorba”.

Reconhecendo a fraca eficácia das suas propostas enquanto activista ambiental, Gorbachev considera hoje que o seu nome pode ser um trunfo na cena política: “Apercebi-me que precisava de entrar na vida política para conseguir ver as minhas ideias postas em prática”, explicou. O candidato acredita que os eleitores indonésios podem esquecer a sua cara, mas ninguém esquece o seu nome.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.