China e países da Europa de Leste discutem “Novas Rotas da Seda”

As novas “Rotas da Seda” são o tema central da cimeira “16+1” que decorre esta sexta-feira em Dubrovnik,  no sul da Croácia. A iniciativa junta à mesma mesa a República Popular da China e 16 países do centro e leste europeu.

Pequim tem anunciado elevados investimentos para projectos de construção em diversos países do antigo Bloco de Leste. No total, Pequim investiu 12 mil milhões de euros na região entre 2007 e 2017.

A oitava conferência de chefes de governos dos 16 países da Europa central e de leste e a China (‘16+1’) foi inaugurada formalmente na noite de quinta-feira com um jantar em Dubrovnik, mas só hoje se realizam as principais reuniões, onde se inclui um fórum de negócios.

Pequim está representado pelo primeiro-ministro Li Keqiang, que na quarta-feira iniciou uma visita oficial de dois dias à Croácia, Estado-membro da União Europeia desde 2013. Apesar de fazer parte do espaço europeu, Zagreb também está na mira de Pequim.

O dirigente chinês visitou na quinta-feira as obras da ponte de Peljesac, uma estrutura de 2.400 metros de comprimento sobre o Mar Adriático, que está a ser construída por uma empresa chinesa, ainda que com participação de fundos comunitários: “Esta ponte é um projecto piloto, tanto da cooperação ‘16+1’ como da cooperação entre a China e a União Europeia, já que esta companhia chinesa que a constrói obteve este projecto através de um concurso público, em competição aberta”, referiu Li Keqiang na ocasião.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.