Grande Canyon regista terceira queda fatal em oito dias

Um cidadão norte-americano, de 67 anos, tornou-se a terceira pessoa a perder a vida num miradouro do Grand Canyon em pouco mais de uma semana, ao cair de um precipício, naquela que é uma das mais visitadas atracções naturais dos Estados Unidos da América. A morte, que ocorreu a 3 de Abril, está a ser investigada, embora tudo indique que se tenha tratado de um acidente.

Trata-se do terceiro óbito em apenas oito dias no Grand Canyon, o segundo parque nacional mais visitado dos Estados Unidos da América, com 6,38 milhões de visitantes em 2018.

Em 26 de Março, os guardas encontraram o primeiro corpo numa área arborizada. A morte continua a ser investigada e as autoridades não revelaram a identidade do falecido, embora se trate de um cidadão estrangeiro.

Dois dias depois, um homem de 50 anos de idade,  residente de Macau, que se encontrava de vista ao Grand Canyon integrado num grupo de turistas da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong, morreu quando escorregou num miradouro com vista para a reserva indígena Hualapai, enquanto tirava fotos.

Todos os anos, em média morrem seis pessoas no Grand Canyon, principalmente por desidratação ou insolação. As mortes devido a quedas resumem-se a duas ou três por ano.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.