Saúde. Centro de Reabilitação de Ká-hó de portas abertas

O Hospital de Reabilitação de Ká-Hó abriu portas esta terça-feira na localidade homónima, no extremo de Coloane. A unidade de saúde tem por objectivo dar resposta à procura de “serviços médicos integrados para idosos”, que sintam a necessidade de aumentar a capacidade de movimento e de auto-gestão.

Com 188 camas, no hospital convergem as primeiras instalações médicas independentes de reabilitação do território. As novas valências vão disponibilizar tratamentos clínicos, fisioterapia, terapia ocupacional, gestão da dor, e aconselhamento psicológico, de acordo com um comunicado emitido pela Direcção dos Serviços de Saúde.

Numa primeira fase, apenas 20 camas vão estar disponíveis. O serviço de reabilitação vai ser assegurado por uma equipa de três médicos de clínica geral, 14 enfermeiros e oito auxiliares de enfermagem, destacada do Centro Hospitalar do Conde de S. Januário, o único hospital público do território.

Na cerimónia de inauguração das novas instalações, que decorreu na segunda-feira e contou com a presença do chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura defendey que com este equipamento “os serviços médicos existentes no território passam para uma nova fase”.

Alexis Tam sublinhou que há muito o Governo “focou a atenção na procura e no desenvolvimento de serviços de reabilitação”, dado o desenvolvimento e o envelhecimento da sociedade e da população, tendo elaborado um “Mecanismo de proteção aos idosos” e o “Plano decenal de acção para os serviços de apoio a idoso”.

As duas iniciativas têm possibilitado a integração eficaz de recursos e o aperfeiçoamento gradual dos diversos serviços médicos para os idosos, indicou.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.