IPOR. Português projecta-se em Macau no final de Novembro

Macau acolhe entre 27 e 29 de Novembro um congresso internacional inteiramente dedicado à língua portuguesa e à difusão do idioma de Camões no Oriente. A iniciativa deverá reunir no território professores, linguistas e investigadores de todo o mundo, disse esta segunda-feira à agência Lusa o director do Instituto Português do Oriente (IPOR), Joaquim Coelho Ramos.

“Podemos esperar um grande encontro de lusitanistas, de nível mundial, não só dos países lusófonos, como de outras regiões”, afirmou o dirigente, colocando em relevo a “dimensão global” do evento.

O Congresso “Macau e a língua portuguesa: Novas pontes a Oriente” é organizado em conjunto pelo IPOR e pelo Instituto Politécnico de Macau (IPM), assinalando também as várias efemérides que se celebram este ano no território: “Estamos a organizar isto em colaboração com Instituto Politécnico de Macau, onde vamos incluir também as celebrações dos 30 anos do IPOR, portanto acho que fazia sentido incluir aqui uma dimensão mais científica”, indicou Coelho Ramos à agência Lusa.

Neste sentido, o congresso vai “reunir professores, investigadores, editores e pessoas ligadas à cultura”, para partilharem as suas pesquisas sobre temas relativos à língua portuguesa, disse Joaquim Ramos, sem tirar o véu ao nome de alguns dos lusitanistas que poderão marcar presença.

Fundado em 19 de setembro de 1989 pela Fundação Oriente e pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, o IPOR tem como missão contribuir para a promoção da língua e cultura portuguesas não só no território, como também nas nações vizinhas. Joaquim Coelho Ramos, sucedeu no cargo, em 1 de Setembro de 2018, a João Laurentino Neves, que geriu a entidade pública, com sede em Macau, nos últimos seis anos.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.