Índia. Número de vítimas de álcool adulterado subiu para 133

A mais recente crise despoletada pelo consumo de álcool adulterado já fez mais de 133 vítimas mortais na Índia, adiantaram este domingo as autoridades locais. No mais recente balanço aquele que é já um dos mais mortíferos episódios do género, as autoridades indianas indicaram que mais de 220 pessoas continuam hospitalizadas, pelo que o número de mortes poderá aumentar mais ainda.

Entre as vítimas estão, sobretudo, trabalhadores de plantações de chá dos distritos de Golaghat e Jorhat, no estado de Assam, situado no extremo nordeste do país. Vendido a preços pouco elevados, o álcool adulterado é consumido sobretudo em zonas rurais ou nas áreas mais pobres dos centros urbanos.

O governo do estado de Assam, liderado por Sarbananda Sonowal, ordenou a abertura de uma investigação. As forças de segurança da região anunciaram a detenção de um homem que vendia álcool e a suspensão de dois elementos das autoridades fiscais por não terem, alegadamente, fechado os olhos à venda do álcool adulterado.

Há pouco mais de duas semanas, cerca de uma centena de pessoas morreram durante um fim-de-semana devido à ingestão de álcool adulterada, numa região dividida entre os estados de Uttar Pradesh e de Uttarakhand, situada a norte da capital indiana, Nova Deli.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.