Crime. Cidadão nigeriano detido por suspeita de burla

A Polícia Judiciária prendeu um cidadão nigeriano, de 43 anos, suspeito de ter defraudado em mais de 420 mil patacas um grupo de cidadãos indianos que procuravam trabalho no território, noticiou a emissora em língua chinesa da Rádio Macau.

O alegado burlão, que trabalhava como guarda-costas, terá prometido a um intermediário das vítimas emprego na área das limpezas e da segurança, a troco do pagamento de uma quantia que oscilava entre as 35 e as 40 mil patacas.

Convicto de que o suspeito detinha conhecimentos que lhes abriam as portas do mercado de trabalho do território, o intermediário contactou cerca de uma dezena de compatriotas, que entregaram ao homem agora detido mais de quatrocentas mil patacas.

 O grupo permaneceu várias semanas em Macau sem que o alegado burlão cumprisse com o prometido. O suspeito, que se terá recusado a devolver o dinheiro, declarou-se culpado perante as autoridades do território. O homem vai responder pelo crime de burla perante a justiça da RAEM. O caso foi entregue ao Ministério Público para novas averiguações.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.