Taxistas. Quase três dezenas de infracções nas oito primeiras horas do Ano do Porco

Vinte e oito taxistas foram identificados pelas forças de segurança do território nas oito primeiras horas do ano, depois de terem recusado transporte a passageiros ou de terem aplicado tarifas mais elevadas do que seria de supor. Até às oito da manhã, a PSP recebeu ainda 38 queixas relativas a excesso de ruído e ao rebentamento de panchões.

O Corpo da Polícia de Segurança Pública identificou um total de 28 infracções perpetradas por taxistas nas primeiras oito horas do ano, noticiou a emissora em língua chinesa da Rádio Macau.

Das 28 infracções registadas pelas forças de segurança do território, 18 dizem respeito a episódios de cobrança excessiva e seis a recusa de transporte a passageiros. Até às oito da manhã, a Polícia de Segurança Pública recebeu e processou 38 queixas relativas a excesso de ruído e ao rebentamento de panchões. Das 38 denúncias recebidas, apenas treze resultaram na aplicação de coimas. Nas restantes situações, as autoridades não conseguiram identificar os autores da queima dos explosivos, pelo que ninguém foi autuado.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.