Declamar pelos dois. Sobral é trunfo em Rota das Letras dedicado à poesia

O vencedor da edição de 2017 do Festival Eurovisão da Canção é uma das figuras de destaque do programa preliminar do Festival Literário de Macau, ontem apresentado. A iniciativa decorre entre 15 e 24 de Março.

Bei Dao, Yan Ai-Lin, Lu Weiping e … Salvador Sobral. A edição de 2019 do Rota das Letras – Festival Literário de Macau é consagrada quase por inteiro à poesia, com os responsáveis pela iniciativa a homenagearem uma mão cheia de grandes vultos do universo da lírica. Os duzentos anos do nascimento de Walt Whitman e de Herman Melville e o centenário de Sophia de Mello Breyner Andersen, de Jorge de Sena e do macaense Adé dos Santos Ferreira, o grande cultor do patuá na segunda metade do século XX, são aspectos centrais do certame. O Rota das Letras decorre este ano entre 15 e 24 de Março, com grande parte das iniciativas agendadas para as instalações das antigas Oficinas Navais, na Barra. 

Whitman, Melville, Adé, Sena e Sophia serão alvo de tributos especiais, que se deverão materializar sob a forma de debates, palestras, performances artísticas, exposições ou ainda da projecção de filmes. 

O Festival Literário de Macau vai ainda assinalar os cem anos do Movimento do 4 de Maio e a forma como influiu na literatura chinesa, ao destacar o contributo dado por escritores como Hu Shi, Lu Xuan, Zhu Ziqing, Bing Xing e Lin Huiyin.

Ao longo dos 10 dias pelos quais se estende o Rota das Letras, o Festival deverá receber alguns dos mais conceituados poetas da China continental, de Taiwan e de Hong Kong. Pelos certame deverão passar autores como Jidi Madjia, vice-presidente da Associação Chinesa de Escritores, Bei Dao, Yan Ai-lin, Chris Song, Yan Gon, Chen Dong Dong, Shu Yu, Huang Fan, Lu Weiping, Na Ye, Tan Wuchang and Hsiu He. 

Do mundo lusófono chegam poetas como José Luis Tavares, em representação das letras cabo-verdeanas, o português Pedro Lamares, a moçambicana Hirondina Joshua, a guineense Gisela Casimiro ou o angolano Eduardo Pacheco.

A associação local de poesia “The Other Sky” também se vai associar ao certame através de Mok Hei Sai, Lou Kit Wa, Wong In In e Gaaya Cheng. O grupo de teatro de sombras Rolling Puppets vai apresentar-se em palco com o espectáculo “Drug” ao longo de três noites consecutivas, num espectáculo marcado para as Oficinas Navais. A peça é uma adaptação da novela homónima, publicada há exactamente cem anos, por Lu Xun.

Em termos musicais, o grande destaque da edição de 2019 do Rota das Letras é a vinda ao território do vencedor da Festival Eurovisão da Canção em 2019, o português Salvador Sobral. O espectáculo do jovem músico está agendado para a noite de 17 de Março.

Para além das antigas Oficinas Navais, na Barra, o Festival vai ainda instalar-se em vários outros espaços espalhados pelo território, como sejam o Art Garden, o Albergue SCM, o Centro para as Indústrias Criativas, o IPOR, a Cinemateca Paixão ou a Livraria Portuguesa. 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.