Surto de gripe obriga São Januário a suspender operações às cataratas

A informação foi esta tarde avançada por Lei Wai Seng. O sub-director do Centro Hospitalar Conde de São Januário explica que a decisão foi tomada com o propósito de libertar camas face ao número exponencial de casos de gripe registados no território.

O Centro Hospitalar Conde de São Januário suspendeu temporariamente as cirurgias às cataratas com o propósito de dar resposta ao aumento exponencial do número de casos de gripe registados no território. A informação foi esta tarde avançada por Lei Wai Seng, explicou que alguns pacientes foram enviados para o Hospital Kiang Wu, unidade onde as intervenções cirúrgicas deverão ser conduzidas em regime de aquisição de serviços.

O sub-director do Centro Hospitalar Conde de São Januário assegurou que quando o panorama clínico relativo ao surto de influenza estabilizar, as cirurgias de natureza oftalmológica serão retomadas.

De acordo com a emissora em língua chinesa da Rádio Macau, Lei justificou a decisão, tomada pelo hospital público, de suspender as cirurgias às cataratas com o propósito de garantir a libertação de camas de internamento. Depois de serem operados aos olhos, os pacientes oftalmológicos têm de permanecer internados por pelo menos dois dias. A maior parte das intervenções oftalmológicas, lembra o clínico, não comportam risco de vida e não são, como tal, vistas como urgentes.

O sub-director do Centro Hospitalar Conde de São Januário garantiu ainda que a unidade hospitalar não tenciona suspender quaisquer outros serviços.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.