China sanciona funcionários que não contiveram peste suína

As autoridades chinesas sancionaram 223 funcionários por não terem cumprido o seu dever em conter o surto de peste suína africana que se iniciou em Agosto de 2018, anunciou na quarta-feira o portal de notícias Caixin.

De acordo com um comunicado publicado pela direção provincial do Partido Comunista da China (CPC) e citado pela agência noticiosa Efe, 181 funcionários das regiões de Liaoning (nordeste), 14 de Anhui (leste) e 28 de Hunan (centro), foram sancionados com deméritos, advertências ou, em alguns casos, demissões.

O processo foi realizado após uma investigação do Conselho de Estado que descobriu que, nessas três províncias, algumas autoridades tinham ignorado ordens e proibições e não tinham cumprido as suas obrigações.

Em Liaoning, a província onde o primeiro caso do surto foi detectado, alguns funcionários públicos adiaram a aplicação de medidas preventivas ou deliberadamente retiveram informações.

As três regiões mencionadas apresentam o maior número de casos na República Popular da China.

A peste suína africana, com uma elevada taxa de mortalidade entre porcos e javalis, de acordo com a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), é uma doença hemorrágica altamente contagiosa que pode provocar a morte entre dois e dez dias após ter sido contraída.

A carne de porco representa uma das principais fontes de alimentos do Continente. A China é o principal produtor e consumidor global de carne deste animal.

Na China existem cerca de 700 milhões de porcos, indica o portal Caixin.

O surto, declarado em 3 de Agosto de 2018, provocou uma contração dos negócios devido às restrições impostas à venda de produtos suínos.

Em algumas regiões como Sichuan (centro) chegaram a proibir a importação de carne suína fresca para evitar a disseminação da doença.

No final de Novembro de 2018, as autoridades revelaram que a doença tinha provocado o abate de cerca de 600 mil suínos, um número que poderá ter aumentado desde então, uma vez que continuaram a ser registados casos em diferentes partes do país.

Desde Agosto de 2018, que o surto de peste suína se espalhou para 23 províncias do país.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.