Quatro portugueses disputam amanhã Maratona Internacional de Macau

Para além de João Antunes, de António Rocha, de Vera Nunes e de Carla Martinho, a prova vai ainda ser disputada por dois atletas em representação de Timor-Leste e de dois outros em representação de Cabo Verde. A prova conta este ano com a participação de cerca de doze mil atletas.

Quatro portugueses competem amanhã na 37.ª edição da Maratona Internacional de Macau, entre os quais a vencedora da meia-maratona em 2015, Carla Martinho. A atleta disse esta sexta-feira à agência Lusa que quer repetir a proeza.

“A ideia é ganhar a prova e se possível baixar o tempo que consegui em 2015, que foi de 01:18.56 horas”, afirmou à agência Lusa, em Macau, à margem da apresentação da prova que este ano conta com a participação de 12 mil atletas, oriundos de meia centena de países.

João Antunes, António Rocha, Vera Nunes e Carla Martinho são os representantes portugueses numa competição que conta ainda com a presença de atletas de Timor-Leste (Rúbia Fátima Martins e Felisberto de Deus) e de Cabo Verde (Joaquim Fortes e Sandra Teixeira).

A antiga campeã olímpica Rosa Mota vai participar numa acção de sensibilização anti-doping, uma actividade ligada à realização da prova e que foi destacada pela organização durante a apresentação da 37.ª edição da Maratona Internacional de Macau, que ontem decorreu no Estádio da Taipa.

O destaque entre os atletas convidados vai para as presenças dos vencedores da Maratona de Sydney, os quenianos Elijah Kemboi e Mercy Kibarus, vencedores das provas masculina e feminina, respectivamente.

“O percurso, que é muito bonito, e o entusiasmo do público são já uma recompensa numa prova cujo maior receio é a humidade que se possa fazer sentir”, sublinhou Carla Martinho.

Já Vera Nunes, que compete na Maratona, disse que quer “ficar pelo menos entre os dez primeiros” e tentar melhorar, se possível as 02:37 horas do ano passado, em que ficou na nona posição.

Na competição masculina, na prova da meia-maratona, o representante português, António Pedro Rocha, disse à Lusa que quer chegar entre os primeiros cinco atletas, mostrando-se confiante depois de em Outubro ter quebrado o seu recorde pessoal em Ovar (01:05:49) e de ter vencido 15 dias depois a maratona de Coimbra.

Finalmente, o atleta luso João Antunes está a apontar para uma classificação entre os dez primeiros, ele que corre em Macau a sua segunda maratona, depois de se ter estreado em Valência com o tempo de 02:21 horas.

No ano passado, uma portuguesa, Doroteia Peixoto, venceu pelo segundo ano consecutivo a meia-maratona feminina de Macau.

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.