Associação de Promoção do Circuito da Guia exige explicações ao Instituto do Desporto

Em causa está o facto de o Instituto do Desporto ter alegadamente ignorado um pedido, formulado pela direcção da Associação, tendo em vista a emissão de nove passes especiais de acesso à 65a edição do Grande Prémio de Macau. Os responsáveis pelo organismo não descuram a possibilidade de pedir a demissão de Pun Weng Kun, caso o Instituto do Desporto continue a ignorar os pedidos de esclarecimento da APDCGM.

A direcção da Associação para o Desenvolvimento e a Promoção do Circuito da Guia (APDCGM) não descarta a possibilidade de vir a promover um abaixo-assinado com o propósito de exigir a demissão do presidente do Instituto do Desporto, caso Pun Weng Kun não esclareça porque razão a Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau ignorou um pedido, formulado pelo organismo, tendo em vista a acreditação dos corpos sociais para a 65a edição da competição, que se disputou entre 15 e 18 de Novembro.

No final do mês de Outubro, o presidente da Direcção da APDCGM, José Luís Estorninho, enviou uma carta ao presidente do Instituto do Desporto, convidando Pun Weng Kun a marcar presença na exposição e no ciclo de palestras organizado na semana em que o Circuito acolheu o maior certame desportivo regular do território. Na mesma missiva, a Associação para o Desenvolvimento e a Promoção do Circuito da Guia solicitava ao Instituto do Desporto “a emissão de um total de nove passes especiais de acesso à 65a edição do Grande Prémio de Macau” destinados aos membros dos corpos sociais da APDCGM. Tanto o convite como os pedidos de acreditação acabaram sem resposta.

Fotografia: O antigo piloto australiano Kevin Bartlett foi uma das figuras de proa das iniciativas organizadas pela APDCGM por ocasião da 65ª edição do Grande Prémio de Macau.

A direcção do organismo vai enviar esta semana uma carta ao presidente do Instituto do Desporto com o propósito de tentar esclarecer a razão pela qual o pedido formulado pela APDCGM foi ignorado, disse José Luís Estorninho ao Expediente Sínico: “A Direcção da Associação não consegue conceber uma razão pela qual o pedido possa ter sido ignorado. É impensável que um pedido deste género tenha sido recusado, quanto mais não seja por ter sido feito por uma Associação que tem como principal missão promover o Circuito da Guia”, defende o presidente da Associação para o Desenvolvimento e a Promoção do traçado urbano do território.

José Luís Estorninho assegura que a APDGGM sempre manteve com o Instituto do Desporto relações institucionais pautadas pela cordialidade. O presidente da colectividade lembra mesmo que a Associação foi, no ano passado, distinguida pela Comissão Organizadora do Grande Prémio no jantar de gala da 64a edição da competição: “No ano passado recebemos um troféu de reconhecimento pelo trabalha desenvolvido pela Associação. O próprio secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, endereçou-nos palavras de incentivo e apelou ao apoio a este projecto”, recorda Estorninho.

O presidente da Direcção da APDGCM espera poder chegar ao diálogo com Pun Weng Kun, mas não descarta a possibilidade do organismo poder vir a avançar para medidas mais drásticas caso o Gabinete do Presidente do Instituto do Desporto volte a deixar a Associação sem resposta: “É uma postura inédita”, admite o presidente da colectividade. “Se esta carta também for ignorada, os membros da Direcção da APDGCM deverão reunir-se para discutir qual será o próximo passo. Se o silêncio persistir, é muito provável que venhamos a promover um abaixo-assinado com o propósito de pedir a demissão do presidente do Instituto do Desporto”, admite José Luís Estorninho.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.