Washington deve cessar actos contra a “soberania chinesa”, avisa Wang Jiechi

A tomada de posição de Wang Jiechi foi tomada durante uma conferência conjunta com o seu homólogo norte-americano, Mike Pompeo. O Ministro dos Negócios Estrangeiros chinês exigiu aos Estados Unidos que cessem os actos que minam a soberania chinesa em matéria de direitos humanos e no que toca ao Mar do Sul da China.

Os Estados Unidos da América devem cessar “os actos que minam a soberania chinesa” no Mar do Sul da China e as ingerências nas “questões internas chinesas” em matéria de direitos humanos, advertiu esta sexta-feira um dirigente de Pequim.

“A parte chinesa disse claramente que os Estados Unidos da América devem parar de enviar os seus navios e aviões militares para perto das ilhas chinesas”, disse Yang Jiechi, chefe da diplomacia chinesa, numa conferência de imprensa com o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, com quem se reuniu.

Pompeo disse, na mesma ocasião, que manifestou aos responsáveis chineses a sua “preocupação” com a “militarização” do mar do Sul da China e com a detenção de milhares de muçulmanos uigures em cerca de três dezenas de centros de reeducação.

Os Estados Unidos da América querem uma cooperação reforçada com Pequim e “não querem uma guerra fria”, mas ainda há “divergências significativas” com Pequim em relação a determinados assuntos, disse Pompeo, ao lado do seu homólogo chinês.

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.