IPOR e Politécnico querem projectos conjuntos de investigação científica

Os dois organismos deverão ainda avançar para a criação de um programa de estágios. Ambas as possibilidades foram evocadas pelas duas instituições durante o encontro que o director do IPOR, Joaquim Coelho Ramos, manteve com Marcus Im Sio Kei, presidente do Instituto Politécnico de Macau.

O Instituto Português do Oriente (IPOR) e o Instituto Politécnico de Macau querem desenvolver uma parceria conjunta em projectos de investigação científicos e criar um programa de estágios, disse na quinta-feira à agência Lusa o director do IPOR, Joaquim Coelho Ramos.

O responsável, que iniciou o mandato como director do Instituto Português do Oriente no dia 1 de Setembro, falava à agência Lusa a propósito do encontro que manteve com o presidente do Instituto Politécnico de Macau, Marcus Im Sio Kei.

Num comunicado sobre o encontro, o Instituto Politécnico referiu que está ainda em estudo a possibilidade da “criação de um programa de intercâmbio entre professores”.

Em relação ao programa de estágios, o Instituto Politécnico de Macau sublinhou a importância da “participação de alunos e graduados do IPM em eventos culturais realizados pelo IPOR e outras experiências envolvendo as diferentes culturas dos países de língua portuguesa”.

O Instituto Português do Oriente foi fundado a 19 de Setembro de 1989 pela Fundação Oriente e pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

O Governo de Macau desenvolve políticas para promover a língua e a cultura lusófona desde o início dos anos de 1980.

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.