Camberra tenciona bloquear venda de empresa energética a consórcio chinês

O Conselho de Revisão de Investimentos Estrangeiros da Austrália considerou que a aquisição do APA Group por parte de um consórcio chinês de Hong Kong não é do interesse nacional australiano. O organismo anunciou que vai bloquear o negócio com o propósito de evitar que o grupo chinês ganhe controlo sobre o sector do gás australiano.

A Austrália anunciou esta quarta-feira que pretende bloquear uma oferta de aquisição de um consórcio chinês e de Hong Kong por uma empresa de infra-estrutura na área de energia por entrar em conflito com os interesses nacionais.

A oferta do consórcio, avaliada em cerca de 8,2 mil milhões de euros, para assumir o controlo da empresa australiana APA Group precisava de ser aprovada pelo Conselho de Revisão de Investimentos Estrangeiros da Austrália.

Um responsável por esta autoridade de Camberra afirmou que na sua opinião preliminar a aquisição não é do interesse nacional e por isso a venda será bloqueada.

A aquisição “resultaria numa concentração indevida de propriedade estrangeira por um único grupo na nossa empresa mais importante de transmissão de gás”.

A China é o principal parceiro comercial da Austrália, mas as relações bilaterais têm estado tensas nos últimos meses devido às suspeitas de que Pequim interferiu na política interna de Camberra.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.