Jogadores do Leicester em Banguecoque para funeral do dono do clube

O treinador Claude Puel liderou a comitiva, num séquito em que também marcou presence o guarda-redes Kasper Schmeichel. As cerimónias fúnebres tiveram início no sábado e vão realizar-se por vários dias.

Jogadores, treinadores e funcionários do Leicester City marcaram este domingo presença em Banguecoque para as cerimónias fúnebres do presidente do clube, o milionário tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, que morreu na semana passada, num acidente de helicóptero.

Um dia depois do triunfo sobre o Cardiff City, por 1-0, na liga inglesa, a comitiva do clube chegou à capital tailandesa e dirigiu-se ao templo budista Thepsirin – um dos mais famosos da cidade –, habitualmente utilizado para funerais de notáveis tailandeses.

O treinador Claude Puel liderou a comitiva, seguido do guarda-redes dinamarquês Kasper Schmeichel, que era um dos jogadores mais próximos do presidente do clube.

As cerimónias tiveram início no sábado e vão prolongar-se por vários dias.

O dono do Leicester, equipa na qual alinham os internacionais portugueses Adrien Silva e Ricardo Pereira, foi uma das cinco pessoas que morreram na queda de um helicóptero em 27 de Outubro, num parque de estacionamento junto ao estádio do clube inglês.

Vichai, que morreu aos 60 anos, comprou o Leicester por 39 milhões de libras (43,9 milhões de euros) em 2010, quando estava no campeonato da segunda divisão e financiou a revitalização, que atingiu o pico ganhando de uma forma improvável a Premier League em 2016.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.