Importações oriundas dos países lusófonas cresceram 22 por cento

Nos nove primeiros meses do ano, Macau adquiriu produtos oriundos dos Países de expressão portuguesa no valor de 582 milhões de patacas. Em sentido contrário, as exportações cresceram a exponencial fasquia de 3524 por cento, para os 24 milhões de patacas.

Macau importou até Setembro mercadorias dos países lusófonos no valor de 582 milhões de patacas (63,26 milhões de euros), um crescimento de 22 por cento em comparação a igual período de 2017, informaram esta terça-feira as autoridades.

Já as exportações de Macau para os países de língua portuguesa cresceram significativamente nos primeiros nove meses do ano. De acordo com a Direção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC), Macau exportou para os países lusófonos mercadorias no valor de 24 milhões de patacas (2,61 milhões de euros), um aumento de 3.524 por cento, face a igual período do ano passado.

No total, as exportações do território subiram 5,9 por cento até ao final de Setembro, para 9,07 mil milhões de patacas, mas o défice da balança comercial continua a aumentar fruto do crescimento das importações em 21,7 por cento, para 56,87 mil milhões de patacas.

As exportações para a China continental atingiram, no período em análise, 1,54 mil milhões de patacas, uma quebra de 5,1 por cento face a idêntico período do ano passado. Nesta área, a DSEC destaca a diminuição das exportação para Xangai, que caíram 87,4 por cento.

Por outro lado, o valor das exportações para as nove províncias do Delta do Rio das Pérolas, vizinhas de Macau, no sul do país, cresceu 5,1 por cento para 1,51 mil milhões de patacas.

As exportações para Hong Kong e a União Europeia registaram uma subida de 11,9 por cento e 3,3 por cento, respectivamente. Já as vendas para os Estados Unidos caíram 27,9 por cento.

O valor total do comércio externo de mercadorias em Macau, entre Janeiro e Setembro, correspondeu a 75,01 mil milhões de pataca, mais 19,6 por cento face ao período idêntico de 2017.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.