Sobe para oito o número de mortos de acidente em mina de Shandong

Na última madrugada, as autoridades chinesas descobriram dois cadáveres, depois de durante o doa de ontem terem encontrado três outras vítimas. Treze outros mineiros continuam desaparecidos.

O número de mortos num acidente numa mina de carvão no norte da China subiu para oito, depois de as equipas de resgate terem encontrado cinco corpos sem vida, informou esta sexta-feira a agência oficial Xinhua.

Dois cadáveres foram encontrados sob os escombros, na madrugada de quinta-feira, e os outros três encontrados durante a tarde, detalhou a agência. Treze mineiros continuam desaparecidos.

A operação de resgate prossegue, apesar de, até ao momento, ter sido encontrado apenas um mineiro com vida, desde que o acidente ocorreu, no sábado passado.

O acidente deveu-se ao desabamento de uma rocha de grandes dimensões, que destroçou uma secção de uma das principais galerias da mina e bloqueou a saída a parte dos 334 trabalhadores que operavam no interior da estrutura. As equipas de resgate conseguiram evacuar 312 funcionários.

As minas de carvão na República Popular da China, consideradas na última década as mais perigosas do mundo, registaram o ano passado 219 acidentes, dos quais resultaram 375 mortos, uma descida de 28,7 por cento face a 2016 e 20 vezes menos do que os registados há uma década.

O pior ano deste século foi 2003, quando se contabilizaram 6.990 mortes nas minas do país.

O encerramento de minas ilegais, muitas delas de pequena dimensão, e o aumento das ações de fiscalização contribuíram para a queda no número de vítimas mortais.

Cerca de dois terços da energia consumida na China continuam a assentar no carvão.

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.