Coloane. Governo quer construir lago artificial na frente ribeirinha

O projecto, apresentado ontem durante uma reunião do Conselho de Planeamento Urbanístico, prevê que o muro de contenção da orla marítima seja deslocado trinta metros. A proposta tem por objectivo dar uma resposta às inundações frequentes de que a vila é alvo aquando da passagem de tufões pelo território.

O Governo tenciona transformar a zona ribeirinha de Coloane num lago artificial, de forma a proteger a vila de inundações durante períodos de “storm surge” ou aquando da passagem de tufões pelo território.

Fotografia: Macau News Agency

A proposta foi esta quarta-feira apresentada, durante a 7ª reunião plenária do Conselho de Planeamento Urbanístico e prevê a construção de um dique – que vai funcionar também como passeio pedonal – ao longo do troço do Canal de Shizimen que separa a Rua dos Navegantes do templo de Tam Kong, situado no largo homónimo, ao fundo da Avenida de Cinco de Outubro.

As propostas preliminares do Governo para solucionar o problema das inundações em Coloane previam a construção de um paredão mais elevado ou a instalação de comportas à entrada do Canal de Shizimen.

Durante a reunião do Conselho de Planeamento Urbanístico ontem realizada, o director dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes, Li Canfeng, diz que a construção do novo paredão, a 30 metros de distância da actual linha de costa, deverá ser suficiente para mitigar a intensidade das inundações. Em Agosto de 2017, durante a passagem do tufão Hato pelo território, as águas subiram 3,78 metros em Coloane, uma fasquia que deixou a população da ilha alarmada.

Li sustenta que a solução agora apresentada vai permitir responder ao problema das cheias durante um período de 200 anos. A proposta, que prevê a construção de um novo muro de contenção com uma largura que oscila entre os 4,5 e os 5,4 metros, vai dotar ainda Coloane de novos espaços verdes e de lazer adicionais, num processo que deverá ser articulado com o projecto de recuperação de Lai Chi Vun. O Governo não avançou ainda com um orçamento para a ambiciosa obra.

 

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.