Descoberto no Mar Negro barco com 2400 anos

A embarcação terá naufragado ao largo da costa actual Bulgária há mais de 2400 anos, de acordo com as análises de carbono entretanto conduzidas. O barco, que se destinava ao trato comercial, encontra-se a mais de dois mil metros de profundidade e a falta de oxigénio terá ajudado a preservar a madeira em que foi construído.

Uma equipa de arqueólogos, cientistas e mergulhadores descobriu no mar Negro aquilo que se julga ser o navio intacto mais antigo alguma vez encontrado. O navio é uma embarcação comercial grega que terá naufragado há mais de 2400 anos, de acordo com as estimativas dos responsáveis pela descoberta.

De acordo com os especialistas, citados pela Associated Press (AP), a embarcação é tão antiga que só era conhecida por desenhos em antigos potes de cerâmica. Análises de carbono já realizadas estimam que a embarcação tenha quase dois milénios e meio.

O grupo de pesquisadores adiantou que o navio naufragado foi localizado ao largo da costa da Bulgária, a uma profundidade de dois quilómetros. A falta de oxigénio terá ajudado a preservar o material.

O projecto arqueológico na zona demorou três anos e utilizou tecnologia de ponta usada pelas companhias de exploração petrolífera. A iniciativa permitiu localizar outras 60 embarcações, incluindo navios romanos que transportavam ânforas.

Uma exposição sobre o projecto é hoje inaugurada no Museu Britânico.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.