Detida residente suspeita de lenocínio

A mulher, de 34 anos, serviu de intermediária no processo de contratação de uma cidadã cazaque a quem foi prometido um emprego como dançarina num estabelecimento de entretenimento nocturno. A vítima, de 22 anos, foi obrigada a prostituir-se pouco depois de chegar a Macau.

Uma residente local, de 34 anos, foi detida pela Polícia Judiciária, suspeita do crime de lenocínio e de incentivo à prostituição, noticiou esta segunda-feira a emissora em língua chinesa da Rádio Macau.

A mulher terá servido como intermediária no processo de contratação de uma cidadã do Cazaquistão, de 22 anos, a quem foi prometido um emprego como dançarina num estabelecimento de entretenimento nocturno do território. A vítima, que chegou a Macau há pouco mais de meio ano, terá sido forçada a prostituir-se pelo responsável pelo estabelecimento em questão. O homem – que já tinha sido detido pela Polícia Judiciária – terá contado com a conivência da suspeita, que se apropriou do passaporte e do “blue card” da vítima para impedir que a rapariga fugisse do território. O caso foi entregue ao Ministério Público para novas averiguações.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.