Indonésia. António Guterres visitou Sulawesi Central

 

O secretário-geral da ONU esteve na cidade de Palu, com o propósito de se inteirar da devastação provocada pelo sismo e pelo tsunami que fustigaram a região, a 28 de Setembro. As operações de resgate dos desaparecidos terminam esta sexta-feira, depois de terem sido ontem prolongadas por um período de 24 horas.

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, visitou esta sexta-feira a zona mais afectada pelo sismo e maremoto que atingiram a ilha indonésia de Sulawesi no final de Setembro e que terão deixado mais de 2000 mortos.

Acompanhado pelo vice-Presidente indonésio, Jusuf Kalla, o secretário-geral da ONU examinou os os estragos causados pelas catástrofes na cidade de Palu, onde hoje as operações de resgate de desaparecidos são dadas por encerradas. Na quinta-feira, as autoridades indonésias prolongaram por 24 horas as operações de resgate dos desaparecidos na sequência de “pedidos dos moradores”.

Oficialmente o número de desaparecidos ascende a 680, mas os responsáveis indonésios admitem que possam ser vários milhares dado que centenas de casas foram engolidas pela terra. A organização Save the Children na Indonésia disse que podem estar desaparecidas até 1.500 crianças.

A presidente da organização, Selina Sumbung, referiu que o fim da missão de busca é aceite de “coração pesado”.

Nugroho disse que a avaliação do custo da reconstrução ainda está a ser feita, adiantando que o “período de reconstrução deverá ser de 2019 a 2021”.

Um sismo de magnitude 7,5 atingiu Sulawesi no passado dia 28, tendo sido seguido de um tsunami.

De acordo com a ONU, cerca de 200 mil pessoas precisam de assistência humanitária urgente.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.