Índia. Aumenta para oito, o número de vítimas do ciclone Titli

Todas as vítimas mortais foram registadas no estado de Andhra Pradesh, o mais afectado pela passagem da tempestade. No vizinho estado de Odisha não se registaram mortes, mas os prejuízos materiais são consideráveis.

O número de mortos devido a um ciclone descrito como “muito severo” que atingiu na quinta-feira a costa leste da Índia subiu para oito, anunciaram esta sexta-feira as autoridades indianas.

“Até ao momento temos registo de oitos mortos devido ao ciclone Titli, a maioria por afogamento. Existem também mortes causadas por queda de casas ou de árvores no estado de Andhra Pradesh”, informou o Gabinete de Gestão de Desastres daquele estado indiano.

As chuvas intensas e os ventos fortes que se fizeram sentir na costa leste da Índia nas últimas horas causaram danos em habitações e barcos, derrubaram árvores e transportaram vários objetos para a via pública. O ciclone Titli chegou na quinta-feira à costa leste da Índia com ventos de 126 quilómetros por hora e chuvas fortes.

O Departamento Indiano de Meteorologia espera que o ciclone enfraqueça gradualmente e se transforme durante o dia de hoje numa depressão, reduzindo a velocidade dos ventos para entre 45 e 55 quilómetros por hora.

O estado vizinho de Odisha, também afetado pela passagem do ciclone, chegou ao fim do dia sem relatos de mortes, embora existam sérios danos e centenas de milhares de pessoas tenham sido evacuadas: “Até agora nenhuma morte foi relatada no estado de Odisha”, disse o comissário do Serviço de Socorro daquela região costeira, Bishnupada Sethi.

De acordo com a mesma fonte, o governo estadual deslocou cerca de 300 mil pessoas de áreas vulneráveis, muitas das quais residiam em casas rurais, sem construções apropriadas: “Nós levamos as previsões meteorológicas muito a sério, parámos as operações de pesca e certificámo-nos de que aqueles que estavam no mar voltavam antes que o ciclone chegasse à costa”, explicou Bishnupada Sethi.

A costa indiana sofre com frequência a passagem de ciclones, o último deles em Dezembro passado, quando o ciclone Ochkhi causou cerca de 80 mortes no sul do país.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.