Governo quer ajudar PMEs lusófonas a entrar na China

A garantia foi dada esta terça-feira, na vizinha província de Cantão, pelo secretário para a Economia e Finanças, Leonel Leong. O responsável lembrou que Macau pode ser uma porta de entrada tanto para os países de língua oficial portuguesa, como para a União Europeia.

O Governo reiterou esta terça-feira o empenho em exercer o papel de plataforma entre a República Popular da China e os países de língua portuguesa, nomeadamente no que toca a impulsionar a entrada das Pequenas e Médias Empresas (PME) dos países lusófonos no gigante asiático.”O território está empenhado em desempenhar o papel de plataforma, a fim de ajudar mais e melhor as pequenas e médias empresas dos países de língua portuguesa a entrar no mercado da República Popular da China”, afirmou ontem o secretário para a Economia e Finanças de Macau, de acordo com um comunicado.Lionel Leong falava vizinha província de Cantão, na véspera da 12.ª edição do Fórum para a Cooperação e Desenvolvimento da região do Pan-delta do Rio das Pérolas.Numa reunião com o governador de Jiangxi, Yi Lianhong, Leong Vai Tac destacou o empenho de Macau em “propiciar a ligação com os países de língua portuguesa e a União Europeia”, para que as empresas daquela região do Rio das Pérolas possam “atrair investidores estrangeiros e conquistar mercados noutros países”, refere a mesma nota.

Os dois governantes discutiram ainda uma “cooperação mais profunda” na área da medicina tradicional chinesa, para a qual Macau tem trabalhado também como plataforma entre a China e o os países lusófonos, nomeadamente na formação de especialistas.

Neste sentido, Leong garantiu que o Parque Industrial de Medicina Tradicional Chinesa já se “encontra numa fase de captação de investimento, apresentado sucesso no que diz respeito à colocação de produtos desta natureza nos mercados internacionais”.

Este parque, instalado na ilha da Montanha (Hengqin), adjacente a Macau, promove a cooperação na área com os países lusófonos, no âmbito da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, lançada pelo Presidente chinês, Xi Jinping, em 2013.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.