A terra voltou a tremer em Lombok

Locals view the devastation of a collapsed Jamiul Jamaah Mosque in Bangsal, North Lombok, Indonesia, Wednesday, Aug. 8, 2018. The north of Lombok was devastated by the powerful quake that struck Sunday night, damaging thousands of buildings and killing a large number of people. Rescuers were still struggling to reach all of the affected areas and authorities expect the death toll to rise. (AP Photo/Tatan Syuflana) APTOPIX Indonesia Earthquake

O norte da ilha voltou esta quinta-feira a ser afectado por um novo abalo, o terceiro em pouco mais de dez dias. O número de mortos no sismo de domingo subiu para 164, enquanto 156 mil pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas, anunciaram na quarta-feira as autoridades locais.

Um novo sismo de magnitude 5,9 atingiu esta quinta-feira a ilha Lombok, na Indonésia, o terceiro no espaço de 11 dias, informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).

O sismo ocorreu no norte de Lombok, na mesma área onde tinha sido registado um sismo de magnitude 6,9 no domingo. O abalo causou pelo menos 164 mortos, 1.400 feridos e 156 mil desalojados.

De acordo com a agência geológica indonésia, o sismo não apresentou potencial para causar um tsunami.

O sismo de domingo, com o epicentro a dez mil metros de profundidade, tinha ocorrido uma semana após um outro abalo, também na ilha turística de Lombok, que provocou 17 mortos e mais de 300 feridos.

O terremoto de magnitude 6,9, no domingo, destruiu dezenas de milhares de casa. As autoridades admitem que o número de mortos deverá a aumentar à medida que as equipas de emergência continuam a limpar os escombros.

Muitos moradores deixaram as habitações para se abrigarem em tendas ou abrigos temporários, sob o calor tropical que assola o arquipélago do Sudeste Asiático. De acordo com as autoridades, há pessoas sem acesso a comida, água potável ou medicamentos.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, ofereceu o apoio daquela organização ao país situado no chamado “Anel de Fogo do Pacífico”, zona de grande actividade sísmica e vulcânica que regista cerca de sete mil terramotos por ano, na maioria moderados.

Os sismos são classificados segundo a sua magnitude como micro (menos de 2,0), muito pequeno (2,0-2,9), pequeno (3,0-3,9), ligeiro (4,0-4,9), moderado (5,0-5,9), forte (6,0-6,9), grande (7,0-7,9), importante (8,0-8,9), excepcional (9,0-9,9) e extremo (superior a 10).

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.