Nu, desnudo, en poil. Ida à sauna terminou mal para jovem chinês

Um cidadão chinês, de 24 anos, ficou sem a roupa que trazia no corpo, sem 54 mil dólares de Hong Kong e sem os seus pertences, depois de ter combinado uma noite numa sauna com um homem que tinha conhecido dois dias antes num casino. O alegado ladrão foi interceptado no sábado quando se preparava para regressar ao território.

Nem sempre o que acontece em Macau, fica em Macau, sobretudo quando mete saunas à mistura. Um cidadão do Continente, de 24 anos, ficou sem os seus pertences e inclusive sem a roupa que trazia no corpo depois de ter decidido passar uma noite numa sauna com um outro homem da República Popular da China com quem tinha travado conhecimento dois dias antes num casino.

O caso foi esta segunda-feira abordado numa conferência de imprensa convocada pela Polícia Judiciária. Um porta-voz da polícia de investigação do território, citado pela emissora em língua chinesa da Rádio Macau, explicou que o alegado crime ocorreu na noite de 12 de Julho.

Os dois homens dirigiram-se a uma sauna no centro da cidade, onde tencionavam passar a noite. Ao fim de algum tempo a vítima apercebeu-se de que o seu novo amigo se tinha ausentado e que tinha levado com ele a chave do seu cacifo.

Com a ajuda de funcionários do estabelecimento, o homem, de 24 anos, conseguiu aceder ao cacifo onde tinha os pertences, apenas para descobrir que a sua roupa e uma bolsa em que guardava 54 mil dólares de Hong Kong tinham desaparecido.

Na conferência de imprensa esta manhã organizada, a Polícia Judiciária adiantou que o suspeito regressou à República Popular da China logo depois de ter alegadamente perpetrado o crime. O indivíduo, de 31 anos, foi interceptado pela polícia quando tentava regressar ao território, no sábado.

O suspeito disse à polícia que saiu da sauna à pressa e nem se apercebeu de que teria vestido roupas que não lhe pertenciam. O caso foi entregue ao Ministério Público para novas investigações. O suspeito deverá ter que responder perante a justiça do território pelo crime de furto agravado.

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.