Guerra comercial, parte II. Washington prepara novo pacote de tarifas

Washington está a preparar um novo pacote de tarifas, que tenciona começar a aplicar a partir de Setembro. Os produtos chineses que serão abrangidos pela medida ainda não são conhecidos, mas os objectivos da administração norte-americana passa por conseguir obter um montante de até 200 mil milhões de dólares por ano em novos impostos.

Os Estados Unidos elaboraram uma lista adicional de produtos chineses importados que tenciona taxar com o propósito de obter um montante de até 200 mil milhões de dólares por ano. Estes produtos deverão estar sujeitos a novas tarifas já em Setembro. O anúncio foi feito na terça-feira pela Agência do Comércio dos Estados Unidos (United States Trade Representative, USTR.

A administração do Presidente Donald Trump aumenta assim a pressão na guerra comercial que a opõe à República Popular da China e que levou, na semana passada, à imposição de direitos alfandegários sobre 34 mil milhões de dólares de importações chinesas. Pequim respondeu imediatamente com impostos equivalentes.

“Em consequência das represálias da China e da sua incapacidade em mudar as suas práticas, o Presidente ordenou à USTR que iniciasse o processo de imposição de tarifas alfandegárias a 10 por cento de importações adicionais de 200 mil milhões de dólares”, disse Robert Lighthizer, da USTR.

Por razões legais, segundo funcionários do governo de Trump, esses impostos só entrarão em vigor em Setembro, se o processo for mesmo em frente.

O diferendo sobre a propriedade intelectual com a China que levou ao “braço de ferro” é apenas uma das frentes abertas por Donald Trump, que também decidiu taxar o aço e o alumínio importados pelos Estados Unidos da América, o que mereceu duras críticas tanto da União Europeia, como do Canadá.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.