Número de autorizações de residência em queda

Nos três primeiros meses do corrente ano, foram autorizadas a residir em Macau 273 pessoas. O número é menor em 138 autorizações de residência do que o registado no período homólogo do ano passado.

O número de pessoas autorizadas a residir em Macau desceu 45,7 por cento no primeiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2017, indicaram esta quinta-feira dados oficiais.

De acordo com a Direção dos Serviços de Estatística e Censos, 273 pessoas foram autorizadas a residir em Macau, até ao final de Março, menos 138 do que em igual período do ano passado.

A população de Macau fixou-se no primeiro trimestre do ano nas 656.700 pessoas, mais 8.400 (1,28 por cento) do que no período homólogo. Segundo os dados oficiais, 348.100 são mulheres, que representam 53 por cento da população total.

Já em termos trimestrais, comparativamente a março último, o aumento populacional foi de 3.600 pessoas (0,55 por cento).

Em comparação com o final de Março de 2017, o número de trabalhadores não residentes cresceu ligeiramente, fixando-se nos 181.345, mais 0,8 por cento em termos anuais. Relativamente a imigrantes, havia no trimestre em causa 1.007 imigrantes chineses, menos 204 do que no período homólogo.

Nos primeiros três meses do ano, foram registados 1.414 nascimentos (menos 146 ou 9,6 por cento em termos anuais) e 513 óbitos (mais 14 ou 2,7 por cento) em relação a igual período de 2017.

Com uma área terrestre de 30,5 quilómetros quadrados, Macau registava, no final do ano passado, uma densidade populacional de 21.413 pessoas por quilómetro quadrado, considerada uma das mais altas do mundo.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.