Cooperação. Macau vai geminar-se com Phuket

As autoridades de Macau e da Tailândia assinaram esta quarta-feira um protocolo de cooperação em domínios como o turismo, a cultura e a educação. O protocolo prevê também que Macau e Phuket, um dos destinos turísticos mais procurados da Tailândia, se geminem.

Macau e a província tailandesa de Phuket, na costa do país, vão geminar-se, ao abrigo de um protocolo de cooperação hoje assinado na capital da Tailândia, Banguecoque.

O memorando foi assinado durante um encontro entre o chefe do Governo, Chui Sai On, e o ministro dos Negócios Estrangeiros tailandês, Don Pramudwinai.

De acordo com o documento, Macau e Phuket “vão cooperar sob o princípio de igualdade e reciprocidade, com o objetivo de impulsionar o desenvolvimento próspero dos dois territórios, e desenvolver, de forma abrangente, o intercâmbio e a cooperação em várias áreas”.

Chui Sai On salientou, durante o encontro, as potencialidades de cooperação entre os dois territórios em matéria de turismo e cultura, como também a possibilidade de ampliar o intercâmbio e a cooperação às áreas da economia, do comércio, da educação e da medicina tradicional: “ O nosso objectivo passa por reforçar gradualmente a parceria estratégica que mantemos a título bilateral com a Tailândia em várias áreas, nomeadamente na educação, na medicina tradicional chinesa e na promoção de relações com os países de língua portuguesa. A Fundação criou um programa de atribuição de bolsas de estudo relacionado com a iniciativa “Uma Faixa, uma Rota” para encorajar os jovens tailandeses a prosseguir os estudos superiores em Macau de modo a que a Região Administrativa Especial possa reforçar o seu papel como plataforma de comércio e de serviços entre a China e os Países de Língua Portuguesa”, explicou o líder do Governo do território, numa declaração divulgada pelo Canal Macau.

O memorando hoje assinado prevê que sejam reforçados os contactos directos e a colaboração estreita entre os respectivos departamentos dos dois lados, incentivando o intercâmbio e visitas mútuas.

Por fim, responsáveis do Governo tailandês fizeram a apresentação do plano económico nacional “Tailândia 4.0”, com o qual procuram formar uma cidade inteligente, desenvolver as tecnologias de informação e criar um “corredor económico”’ no leste do país: “ Gostavamos de reiterar que ficariamos muito satisfeitos se pudessemos servir como plataforma de investimento e comércio tendo em vista um maior envolvimento de Macau no Sudeste Asiático, nomeadamente em países como o Camboja, o Laos, o Myanmar e o Vietname. Entretanto, contamos com a para nos facilitar a entrada no mercado do Sul da China. Além do mais, gostariamos de convidar empresários de Macau a investir no nosso país, especialmente tendo em vista o desenvolvimento do Corredor Económico do Leste da Tailândia”, explicou o Ministro tailandês dos Negócios Estrangeiros.

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.